Cd Canto De Aves e Animais

Aprenda a Chamar Aves

Apenas:

R$ 19,53

ou
Desconto de 7% no Depósito:

R$ 18,16

Comprar / Colocar na sacola Formas de Pagamento Calcular Frete Recomendar/Indicar este produto

Características:

Cd Canto De Aves e Animais 

No CD você encontra os sons dos pássaros, para você aprender ou simplesmente admirar !!!

O CD contém o som dos seguintes animais:

Inhambuguaçu - É típico das matas densas das serras do sudeste do Brasil, também encontrado ao nível do mar como em florestas da Baixada Fluminense. Ocorre do sul da Bahia, Espírito Santo e Minas Gerais até o Rio Grande do Sul, Paraguai e Argentina. Populações isoladas ao sul da Amazônia. Altura média de 23 cm. 

Inhambu - Chororó - Ocorre em todo Brasil, além de Bolívia, Paraguai e Argentina. É o menor representante do gênero, medindo aprox. 21 cm. Tem em sua plumagem um colorido vermelho pálido. Intensifica seus piados nas horas mais quentes do dia. 

Uru - Pequeno galináceo topetudo, sendo o macho mais robusto; imaturo de bico avermelhado e partes inferiores manchados de esbranquiçados. É restrito à América do Sul. O casal canta em dueto sendo a iniciativa do macho. 

 

Tucano - Habita a mata de galeria, cerrado, capões; sobrevoa freqüentemente os campos abertos e rios largos. Gosta de pousar sobre árvores altaneiras. Encontra-se em todo Brasil, além de Paraguai, Bolívi e Argentina. 

Macuco - O maior dos representantes meridionais(48cm) chegando a fêmea a pesar 1.200 g. Dorso pardo-azeitonado, ventre cinza-claro. Ao se instalarem no poleiro, à tardinha, piam 2 ou 3 vezes seguidas. Apesar de gostar de mata limpa, também é encontrado na Serra do Mar se estendendo do Pernambuco ao Rio G. Do Sul, Paraguai e Argentina. 

Marrecão - Inconfundível pela cabeça grande e pelo bico alto e intumescido na base, vermelho no macho e cinzento na fêmea. Cabeça e pescoço negros no macho, fêmea pardacenta-escuro. Em vôo, é visível uma grande área branca nas asas negras; o lado inferior das asas é branco. Encontra-se no Sul e Sudeste do Brasil, Argentina e Uruguai. 

Codorna - Com altura média de 23cm, geralmente é a espécie mais conhecida no gênero. Seu colorido altera-se freqüentemente conforme a cor da terra que se empregna na plumagem. O timbre da sua voz se assemelha ao do grilo, que é abundante nos mesmos campos (RS). Ocorre da Argentina, Uruguai e Paraguai ao Brasil. 

Perdiz - Possui bico forte utilizado para escavar raízes. Altura aproximada de 38cm; são mais ativas nas horas quentes. Habita em regiões campestres, cerrados e buritizais, também nos planaltos e descampados. 

Ocorre da Argentina e Bolívia ao sul do rio Amazonas. 

Rola - Usualmente a mais conhecida das rolinhas brasileiras. Macho de cabeça cinza-claro. Apesar de procurar alimentos normalmente no solo, adapta-se perfeitamente em árvores altaneiras. Ocorre em todo o Brasil além de Bolívia, Paraguai e Argentina.

Aracuã - Estatura média de 48 cm, peso do macho adulto em torno de 500 g. Tem como hábito, convivência em pequenos bandos, em matas baixas, capões e palmeiras. 

Ocorre da Bolívia à Argentina e no Brasil na região sudeste e sul.

Jacuaçu - Espécie meriodional, de tamanho avantajado (73cm); colorido verde-bronze bem escura, quase sem faixa superciliar esbranquiçada e sem qualquer desenho ferrugínio na asa. 

Habita a mata alta nas regiões sudeste, sul e centro-oeste e ainda no Uruguai, Argentina e Bolivia.

Jaó - Distingue-se pelo desenho vermiculado das partes superiores e pescoço anterior; pernas esverdeadas. Tem altura aprox. 31cm. Ocorre da Venezuela, Guiana-Inglesa e Peru ao Paraguai, Argentina e Brasil. 

Jacutinga - Mede cerca de 74cm. Espécie típica do sudeste, de cor negra brilhante e branca. Pernas bastante alongadas, bico azul esbranquiçado e face emplumada de negro. Ocorre desde o sul da Bahia até o Rio Grande do Sul, norte da Argentina e Paraguai.

Jurití - Altura de cerca de 27cm, vive em locais quentes, capoeira, beira da mata, cerrado, está ausente no alto da serra do mar. Ocorre do sul dos EUA até a Bolívia e Argentina, e em quase todo Brasil. Em vôo, destacam-se as pontas brancas da retrizes laterais e o acanelado das faces inferior das asas.

Marreca - Espécie meridional de cauda curta, peito salpicado, vértice anegrado e bico amerelo. Ocorre da Terra do Fogo ao Rio G. Do Sul, nidificando; e pelos Andes até a Venezuela. Recentemente foi encontrada no litoral carioca e catarinense. Estatura média 41cm.

Marreca-Caneleira - Do porte de um pequeno ganso (48cm) tem o corpo curto, pescoço longo, bico relativamente comprido, pernas altas e asas bem largas. Alimenta-se de vegetação aquática que tira, mergulhando. 

 

Encontra-se da Califórnia à Argentina e em todo o Brasil.

Saracura - Espécie relativamente grande (31cm) bico alaranjado e um tanto curvo, plumagem parda-acizentada, peito ferrugíneo, lados do abdômen transpasseados de branco e pardo. Vive restrito ao litoral em manguezais. 


Ocorre dos EUA a América do Sul, inclusive Brasil, do Pará (Marajó) a Santa Catarina. ?Saracura Matraca?.

Capivara - Maior roedor do mundo, ao lado da anta; a capivara pode atingir até 1,30 m. de comprimento e pesar 60 kg. Originária da América Central e América do Sul, este animal herbívoro vive em bandos perto de rios e pântanos e consome mais de 60 tipos de vegetais na alimentação. Caçado por causa da carne, corre risco de extinção.

Grilo - O apito de ?Grilo? é indicado para reproduzir o som do inseto que serve de chamariz aos pássaros que dele se alimentam. Dentre estes pássaros estão as espécies que procuram alimento no solo. Ex. Rola, Inhambuaçu, Jacu. 

Ir para o topo